28 de outubro de 2021

5 receitas caseiras para retenção de líquido

A retenção de líquidos é um problema que faz com que parte dos líquidos consumidos sejam absorvidos pelo corpo, o que faz com que de um dia para o outro você já não consiga vestir aquela roupa que costumava servir.

Quando os líquidos são retidos pelo nosso organismo, nosso abdômen, tornozelos e pernas podem parecer e ficar mais inchados, então, se você está aqui por causa disso, continue lendo este texto, pois nele há receitas caseiras para retenção de líquido.

Esse problema de saúde pode ser causado por conta de diversos fatores, como as flutuações hormonais em que temos a síndrome pré-menstrual, por exemplo, o sedentarismo, doenças cardíacas, hepáticas e problemas de hipertensão, além do estresse e os efeitos colaterais de medicamentos.

1. Chá de boldo

O boldo é uma planta muito interessante para se ter em casa, uma vez que é bastante benéfica para o nosso corpo.

O boldo contém a isoquinolina e os quinolizidinicos, que são muito importantes para minimizar o efeito da retenção de líquidos, já que promove uma melhora da circulação.

Para fazer o chá você apenas precisa colocar:

  • seis folhas de boldo em uma xícara de água fervente;
  • deixe descansar por 5 minutos e beber pouco a pouco.

Você deve beber essa infusão no café da manhã e depois de suas refeições principais.

O chá de boldo não é indicado para grávidas e lactantes, além de pessoas que sofrem de obstrução das vias biliares.

2. Chá verde

O chá verde é um dos produtos mais respeitados quando se fala em retenção de líquidos, pois contém propriedades depurativas que promovem o aumento da diurese, que é a secreção da urina.

Dessa forma, os líquidos em excesso retidos são eliminados e você poderá perceber a diferença.

Você pode beber até 3 xícaras de chá verde por dia, e o mais indicado é que você adoce a bebida com mel, e não com açúcar, pois é mais saudável.

O chá verde não é recomendado para crianças, mulheres grávidas ou que amamentam, para pessoas que vão tomá-lo em jejum e para pessoas hipertensas.

O chá verde dificulta a absorção de ferro e outros minerais, então não é bom consumi-lo no período de meia hora antes a meia hora depois das refeições.

3. Chá de dente-de-leão

É possível que você já tenha visto os dente-de-leão, e eles não são apenas bonitos.

Na verdade o consumo do chá de dente-de-leão favorece a diurese por conta de seus efeitos depurativos, e, além disso, é uma bebida mais leve do que as anteriores.

O chá de dente-de-leão elimina os líquidos em excesso, ajuda na melhora da circulação dos rins e purifica o sangue.

Você pode consumir duas vezes ao dia, sendo a primeira no café da manhã e a segunda no meio da tarde.

Basta acrescentar algumas folhas ou flores dessa planta na água e colocar para ferver.

Depois você apenas precisa coar e beber devagar.

O chá de dente-de-leão não é recomendado para quem sofre com os cálculos biliares, pedras nos rins, azia ou refluxo, úlcera estomacal, para quem tem alergia ou consome determinados medicamentos, como os que possuem lítio e que aumentam a quantidade de potássio no organismo.

Também não deve ser consumido antes de tomar antibióticos.

4. Chá de cavalinha

Você conhece o chá de cavalinha?

Se você tem retenção de líquidos e não conhece esse maravilhoso chá, deveria conhecer.

A cavalinha é uma planta cheia de sais minerais, em especial o silício, potássio e o magnésio.

É diurético, depurativo, desintoxicante e remineralizante, além de adstringente e antidiarreico.

Para aproveitar bem os benefícios, você pode tomar esse chá duas vezes para o dia e a infusão deve ser feita da seguinte maneira: colocando uma colher de chá de cavalinha para ferver em um copo de água.

A cavalinha não é muito saborosa, na verdade, muita gente a rejeita por causa do seu sabor, mas o gosto se torna tolerável quando você acrescenta hortelã ou anis na preparação.

O chá de cavalinha não deve ser consumido por grávidas ou mulheres que amamentam.

Também pessoas com gastrite, azia ou úlceras gastroduodenais, diabetes do tipo II, edema resultante de insuficiência cardíaca ou renal, deficiência de vitamina B1.

Outras pessoas que também não podem tomar o chá são aquelas com problemas cardíacos ou de hipotensão, alcoolismo

Também quem esteja usando adesivos de nicotina ou seja sensível a eles, toma anti-inflamatórios ou aspirina, por quem ingeriu álcool em excesso ou alimentos irritantes, como os picantes, além de pessoas que tomam medicamentos laxantes ou diuréticos.

5. Chá de bétula

Esse chá é feito com as folhas da árvore bétula, é rico em potássio, o que é ótimo para quem precisa consumir bebidas diuréticas.

Esse chá é ótimo para tratar a retenção de líquidos, mas além disso também funciona para tratar infecções do trato urinário.

É recomendado tomar de uma a duas xícaras desse chá por dia, sendo uma no café da manhã e outra no meio da tarde.

A medida para o chá é de uma colher de bétula para um copo de água.

O chá de bétula não é recomendado para mulheres grávidas e lactantes, para pessoas hipertensas e alérgicas.

Mais textos relacionados
Receita caseira para enxaqueca

Neste texto você conhecerá receitas caseiras para a enxaqueca que é uma das doenças mais comuns da atualidade, afetando principalmente Read more

Receita caseira para flacidez

A flacidez ocorre de forma natural com o passar dos anos, ou seja, quanto mais você envelhece, mais flácida sua Read more

Receita caseira para impotência sexual

A disfunção erétil é uma condição de disfunção fisiológica masculina que envolve muitas patologias diferentes.  É uma condição na qual Read more

Receita caseira para manchas no rosto
mancha na pele

As pessoas, à medida em que envelhecem, são expostas ao sol, ficam grávidas, tomam contraceptivos orais, sofrem de acne etc., Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *