Arnica ajuda na dor? Veja o que a ciência diz

A arnica é uma planta muito popular há diversos séculos e utilizada por diversos povos, não apenas por nós brasileiros.

O uso mais comum dessa planta é para dores musculares e contusões, usa-se a arnica topicamente, ou seja, sobre a pele.

Apesar de ser tão conhecida e utilizada, principalmente em forma de cremes e pomadas, será que a arnica realmente tem essas propriedades medicinais que são ditas sobre ela?

Esse é o objtivo deste texto e para isso utilizamos de publicações nacionais e também artigos de língua inglesa.

Para que serve a arnica

Antes de falarmos se realmente a arnica funciona ou não é importante falarmos sobre os seus usos pela cultura popular.

Provavelmente você algum dia já viu algum de seus parentes mais velhos usando um creme para dor muscular a base de arnica.

Mas popularmente ela serve para outros fins também além de dores musculares como:

  • Dores nas articulações dos membros
  • Para tratar dores de artrite
  • Para tratar escoriações na pele
  • Para tratar torções e contusões musculares
  • Para tratar inchaços
  • Para tratar furúnculos
  • Para tratar picadas de insetos

E o que a ciência diz de seu uso

arnica brasileira

Infelizmente o número de estudos sobre a arnica e outras plantas medicianis é insuficiente.

Ainda é preciso avançar muito nos estudos das plantas.

Alguns dos estudos sobre a arnica são inconclusivos, ou seja, não dá para ser afirmado de forma categórica uma coisa.

Mas há um estudo feito pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) em Minas Gerais em estudaram as propriedades da arnica brasileira em ratos.

A arnica brasileira é diferente da arnica da Europa, mas elas têm propriedades semelhantes.

A arnica possui diversos tipos a arnica brasileira tem o nome científico de Lychbophora, já a arnica eurpeia é a arnica montana

Nesse estudo realizado em Minas Gerais pela UFOP utilizaram as 4 especies de arnica brasileira mais conhecidas pela população.

A conclusão foi que algumas dessas plantas apresentam algumas propriedades a mais do que outras.

Houve espécie que tinha mais propriedades analgésicas do que outras, houve espécie que tinha mais propriedades anti-inflamatórias e houve também aquela que tinha todas as propriedades.

De forma geral esse estudo mostrou que a arnica brasileira possui excelentes atividades anti-inflamatórias, analgésicas e cicatrizante usadas topicamente.

Esse estudo usou a o extrato de arnica feito em álcool.

Mas existem outros estudos

arnica europeia

Há outros estudos feitos fora do país com a arnica eruropeia que tem o nome científico de arnica montan.

Um desses estudos feito no ano de 2006 demonstrou que a arnica homeopática foi eficaz para acabar com o inchaço, hematomas e dor em pessoas que foram submetidas a cirurgias plásticas para retirada de rugas.

Mas já outro estudo chegaram a uma conclusão diferente, usaram a arnica nas pessoas após elas terem feito uma série de exercícios para a panturrilha e após 24 horas perceberam que houve aumento de dor nas pernas.

Mas afinal, a arnica funciona ou não?

Existem estudos que mostram que a arnica é eficaz como analgésico e anti-inflamatório, mas outros em que não chegaram a mesma resposta.

A sabedoria popular vem afimando há séculos que a arnica é sim um excelente remédio contra dores.

Apesar de não haver um estudo conclusivo tudo indica que a arnica é sim uma alternativa contra diversos problemas enconlvendo dores musculares e das articulações

Como preparar a arnica

Tintura de arnica

A tintura de arnica pode ser passada sobre a pele e não deve ser ingerida.

Ela serve para tratar contusões musculares e artrite.

Ingredientes

  • 15 grams das folhas secas da arnica
  • 100 ml de álcool a 70% (o melhor álcool é aquele que não arde que não contém cetrimida)
  • 100 ml de água

Modo de preparo

  1. Pegue todos os ingredientes e coloque dentro de um pote de vidro com tampa
  2. Deixe repousando por cerca de 2 a 3 semanas
  3. Depois basta usar um algodão para passar a tintura de arnica sobre a pele
  4. Massageia a pele com a tintura de arnica pelo menos 3 vezes ao dia até sarar

Infusão de arnica

Você pode também fazer a infusão de arnica, é mais fraca do que a tintura, mas pode ser usada para tratar machucados, arranhões e contusões e hematomas na pele.

Há pessoas que utilizam a infusão de arnica para gargarejo para tratar a dor de garganta, mas não deve ser ingerida.

Ingredientes

  • 250 ml de água fervente (uma xicara de chá)
  • 1 colher de chá das flores de Arnica

Modo de preparo

  • Basta acrescentar a água fervente sobre as flores de arnica
  • Deixe repousar por cerca de 10 minutos
  • Coe e pode usar um algodão para passar sobre a região afetada

Pomada de arnica

A pomada de arnica talvez seja a forma mais utilizada dessa planta e que você pode comprá-la em lojas especilizadas, mas caso queira fazê-la em casa vamos ensinar uma receita fácil.

ingredientes

  • 100 ml de óleo de oliva
  • 10g de cera de abelha
  • 8 colheres de sopa de folhas e flores de arnica picadas

modo de preparo

  1. Coloque todos os ingredientes em uma panela e leve-a ao fogo em banho-maria
  2. Deixe esses ingredientes ferverem por alguns minutos em fogo baixo
  3. Desligue o fogo e deixe a mistura esfriar
  4. Antes que esfrie totalmente você deve coar a mistura e colocá-la em um recipiente com tampa
  5. Mantenha sempre esse recipiente em local arejado e seco, mas escuro

Contraindicações e efeitos colaterais

A arnica não deve ser ingerida, ela é tóxica e pode fazer muito mal.

Existe a arnica homeopática que pode ser ingerida, mas aí é uma questão a parte e que mesmo assim há controvérsias a respeito.

De forma geral a arnica só deve ser usada sobre a pele.

Apesar de ser uma planta segura para ser uma topicamente algumas pessoas podem apresentar alergias e por isso deve ser suspenso o uso imediatamente.

Não use a arnica por muito tempo, ela pode causar irritações na pele.

Mulheres grávidas e que estão amamentando devem consultar um médico antes de fazer o uso.

Mais textos relacionados
Centella asiática

A centelha asiática ou também como é chamada de kotu Kola ou simplesmente centella asiática é uma plantinha que tem Read more

Damiana

A damiana é uma erva bastante conhecida por alguns por causa de seus efeitos medicinais dentre eles o que se Read more

Bacuri

O bacuri é o fruto de uma árvore chamada de bacurizeiro, muito conhecida na região amazônica do Brasil. É um Read more

Lavagens

As Lavagens medicinais, também conhecidas como enemas, são usadas a muito tempo. Em geral, as ravagens são feitas por via Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + três =