24 de junho de 2022

Chá de anis e dor no estômago

Você já ouviu falar em chá de anis usado como principal ativo contra a dor no estômago?

A dor no estômago ou dor abdominal tem uma sintomatologia adversa muito variada e as discrepâncias entre um paciente e outro depende, em grande parte, da patologia desencadeante ou da sensibilidade aos estímulos que a incitam.

Os sintomas que comumente se associam à dor no estômago temporária ou que perdura geralmente incluem inchaço, câimbras, gases, náuseas azia, inchaço, anorexia (falta de apetite), etc.

Às vezes, esses tais sintomas ocorrem depois das refeições ou aparecem quando o estômago está vazio, o que, por si, pode se apresentar como característica de identificação determinante da possível patologia ao qual está associada.

No entanto, estes sintomas não são necessariamente algo que se relaciona aos órgãos que fazem parte do sistema digestivo. Isso porque pode ser devido a determinadas situações como:

  • Uma refeição exagerada;
  • Indigestão;
  • Causas indeterminadas;
  • Estresse;
  • Ansiedade;
  • Manifestações nervosas que podem sintomatizar nos órgãos digestivos, apesar de estarem em perfeito funcionamento.

As dores de estômago também podem estar associadas com os alimentos que ingerimos diariamente.

Quando passamos a comer gordura em excesso, o órgão mais afetado de imediato será nosso estômago.

Do mesmo jeito, alimentos irritantes (picantes, ácidos) podem ser gatilhos para esse desconforto e, por esse motivo, precisamos encontrar uma forma de evitar seu consumo.

Com relação às mulheres, a dor no estômago pode depender dos ciclos de sua menstruação, e é quando esta dor abdominal fica mais evidente.

Já com relação aos homens, é possível dizer que a dor estomacal irá aparecer por alimentos gordurosos e também pela comida que está em mau estado ou vencida.

Atualmente, todas as opções são geralmente as queixas mais frequentes.

As possíveis causas da dor no estômago

A indigestão é o motivo mais comum e geralmente ocorre por hábitos incorretos na alimentação, como comer grandes quantidades de comida, combinando alimentos incompatíveis nas refeições, intolerância a certos componentes, etc.

Além do incômodo temporário causado por esta condição, ela não apresenta maiores complicações.

O mal geralmente desaparece no dia seguinte ou em poucos dias sem necessidade de recorrer a um médico especialista.

ansiedade, o nervosismo e o estresse produzido por algumas condições críticas, pode ser a causa da inapetência em determinadas pessoas e o desconforto estomacal vem como resultado dessa tensão.

Nessas situações, o sistema digestivo não é diretamente afetado e para resolver a questão, o distúrbio do sistema nervoso que o origina pode ser tratado, requerendo tratamento farmacológico após a supervisão do especialista médico.

A ingestão de comida estragada ou contaminada por micro-organismos afeta seriamente toda a parte digestiva, resultando em uma gastrite ou em uma gastroenterite.

Os sintomas comuns podem incluir episódios de dor estomacal, diarreia e  vômitos.

Nos episódios mais graves, a administração intravenosa de soro antiviral e reconstituinte pode ser necessária para a compensação do equilíbrio eletrolítico.

O excesso de peso e a obesidade são também listados nas causas de dor recorrente em toda a área do estômago, pois o tecido adiposo estender-se para as periferias dos órgãos do sistema digestivo, comprimindo e dificultando as suas funções.

Sintomas frequentes nestes casos podem ser a azia e refluxo gastro faríngeo, que podem ser tratados com antiácidos, mas só proporcionam alívio temporário.

Para uma melhora significativa, é necessária a manutenção do IMC dentro dos limites normais determinados para cada pessoa.

úlcera gástrica produz dor aguda, persistente na maioria dos episódios e se agrava dependendo da afetação de tecidos, podendo também ser acompanhada pela dispepsia abdominal e inapetência.

Os fatores de risco que merecem uma atenção especial e imediata são fezes com rastros de sangue e vômitos, ambos indicativos de possível hemorragia interna que pode colocar em risco a vida do paciente.

A maioria das úlceras gástricas e pépticas são devido à infecção da bactéria Helicobacter pylori, extremamente resistentes aos antibióticos.

Por esse motivo, é indicado um tratamento com uma combinação tripla de medicamentos.

Isso inclui amoxicilina, inibidores de Omeprazol  e Claritromicina.

Alguns pacientes requerem várias vezes a repetição do tratamento combinado. 

A infecção crônica por H. pylori associa-se a um risco grave de câncer gástrico.

O câncer de estômago nem sempre vem acompanhado de dor, principalmente se estiver na fase inicial, onde os sintomas são facilmente confundidos com outros tipos de doenças de menor gravidade ou distúrbios digestivos.

Por isso é preciso consultar um especialista quando aparecerem as primeiras queixas de problemas gastrointestinais que são recorrentes e sem causa associada justificável.

Outros órgãos do sistema digestivo (fígado, pâncreas, intestino, etc.) também pode produzir dor estomacal quando não está trabalhando corretamente, interrompendo o ciclo correto da digestão.

O tratamento varia de conforme a causa base do problema.

O chá de anis e a dor no estômago

O chá de anis é feito à partir de uma das plantas que, tradicionalmente, são utilizadas para orientar o nosso corpo na realização adequada da digestão e, acima de tudo, para tratar naturalmente qualquer disfunção relacionada com estômago.

Esta erva é composta de certas substâncias orgânicas que possuem condições capazes de reduzir os sintomas de indigestão, como halitose ou mau gosto na boca.

Esta é a razão pela qual, se sofrermos de algum desconforto estomacal ocasional, poderemos encontrar no chá de anis um aliado natural para combatê-lo de forma muito eficaz.

A capacidade do chá de anis para tratar dores de estômago

O chá de anis é considerado um anti-inflamatório natural, por isso, graças a estas propriedades, é possível tratar doenças como a gastrite, bem como ativar a capacidade de regeneração das células do estômago.

Esta planta, além disso, pode ser uma garantia na batalha diária para aliviar os gases irritantes que se acumulam na área do abdômen, facilitando sua expulsão como resultado da aerofagia ou da fermentação produzida nos intestinos.

Por outro lado, o chá de anis pode aliviar as dores de estômago que vêm de processos de diarreia que têm sua origem no sofrimento da cólica intestinal. 

Este último efeito não é produzido por uma ação adstringente do anis, mas sim pela sua capacidade de diminuir o peristaltismo no sistema digestivo.

Outra das funções mais importantes do anis está na sua capacidade de reduzir a acidez produzida, tanto pela condição da gastrite, quanto pelo sofrimento dos problemas digestivos relacionados ao estresse ou à ansiedade.

Em outro sentido, é uma planta que é capaz de estimular o apetite naqueles casos em que nos encontramos sem vontade de comer ou que sofrem de uma patologia tão séria quanto a anorexia.

Receita de chá de anis para dor no estômago

A fim de desfrutar de todos esses benefícios que dão as propriedades intrínsecas do anis, devemos preparar uma infusão corretamente, organizando da forma explicada abaixo.

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de anis;
  • 1 copo com água fervente.

Modo de preparo:

  1. Coloque o anis em uma xícara e acrescente a água fervente.
  2. Abafe, aguarde cerca de 5 minutos, coe e tome por até 3 vezes ao dia.

Contra indicações e precauções do chá de anis

Não é recomendado usar anis estrelado em / com:

  • Gravidez e aleitamento;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Sensibilidade ou alergia ao anetol;
  • Doenças do fígado;
  • Sensibilidade hormonal (câncer de mãe, útero, ovário, etc);
  • Epilepsia;
  • Doença de Parkinson;
  • Crianças menores de 6 anos.
Mais textos relacionados
Os benefícios do chá de alfavaca
pé de alfavaca

A alfavaca ( Ocimum gratissimum, L. ) conhecida popularmente como manjericão, é bastante cultivada na Índia, sendo usada para fins Read more

Chá de urtiga: Saiba tudo sobre seus benefícios

A urtiga é uma plantinha muito conhecida no nosso país, a depender de sua idade e de onde nasceu provavelmente Read more

Hibisco

O chá de hibisco é feito de uma plantinha nativa da África e da América e faz muito sucesso por Read more

6 benefícios científicos do chá e extratos de hortelã

A famosa hortelã é uma plantinha muito aromática e muito conhecida por nós brasileiros, o seu uso não se restringe Read more

2 thoughts on “Chá de anis e dor no estômago

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

chá para infecção urinaria