Chá de imburana:  Ajuda no tratamento de problemas respiratórios

Se você sofre de problemas respiratórios como asma, bronquite, infecções pulmonares, gripes e tosses ou conhece alguém que passa por esses problemas saiba que o chá de imburana é excelente para esses casos.

A imburana é muito conhecida por sua madeira, ela pode ser utilizada para a fabricação de móveis de luxo, acabamento interno, balcões, etc.

Mas o seu uso não se restringe a aspectos de decoração, é possível também utilizá-la para o tratamento de algumas doenças.

A imburana tem o nome científico de Amburana cearensis e é uma árvore nativa do Brasil.

Ela também recebe outros nomes populares como emburana, cerejeita, ambaurana, amburana, amburana-de-cheiro, Angelim, baru, cumaré, cumbaru, dentre outros.

É possível fazer o chá de imburana para tratar diversas condições de saúde, os seus benefícios se destacam quando o assunto são as doenças respiratórias, mas eles não param por aí, há outros benefícios que vamos mostrar para você neste texto.

Benefícios do chá de imburana para problemas respiratórios

Para o tratamento da asma há estudos feitos no Ceará que demonstraram sua eficácia, os estudos foram feitos com o extrato da planta.

Neste estudo perceberam que o uso da imburana causou relaxamento da musculatura lisa do sistema respiratório e também da traqueia, isso significa que houve a broncodilatação o que comprova sua ação sobre a asma.

Mesmo que o estudo foi sobre a asma podemos estender sua ação para os problemas respiratórios de forma geral como bronquite, tosse, alergias, etc.

Os remédios broncodilatadores são bons para essas doenças respiratórias de forma geral.

Outros benefícios do chá de imburana

Há outros benefícios que também foram comprovados com o uso da imburana, não se restringem apenas para problemas respiratórios.

Outros benefícios do chá de imburana que podemos destacar são:

  • Anti-inflamatório
  • Protetor do fígado
  • Antibiótico (Salmonella, por exemplo)
  • Protetor de células cerebrais
  • Tratamento de doenças degenerativas

Receita do chá de imburana

Para fazer a receita do chá de imburana podemos usar a sua casca e suas sementes, como nem todas as pessoas têm em casa uma árvore dessa é mais fácil em comprar em lojas especializadas.

Devem-se triturar tanto as sementes quanto a sua casca para fazer o chá.

Use a medida de duas colheres de sopa da imburana triturada para cada litro de água.

  1. Leve a água ao fogo e espere levantar fervura e depois acrescente o pó e deixe por cerca de 10 minutos aproximadamente.
  2. Desligue o fogo e deixe esfriar e já estará pronto o seu chá de imburana.
  3. Faça o consumo desse chá até três vezes por dia.

Efeitos colaterais do chá de imburana

Já foram feitos testes com imburana e descobriram que é uma planta bastante segura para o consumo, principalmente se for feito o consumo sem exagero.

Os testes são feitos com o extrato da planta que é algo bem mais concentrado que a sua infusão, então significa que com o chá de imburana o risco ainda é menor.

Pessoas que têm problemas com suas hemácias, ou seja, pessoas que têm problema de anemia devem evitar o consumo desse chá.

Mulheres grávidas e que estão amamentando devem sempre buscar orientação de um médico que entenda do assunto, pois mesmo os estudos mostrando a segurança de seu uso é preciso ver com um profissional.

Mais textos relacionados
Benefícios do chá de gengibre com limão
gengibre, limao, mel

Muitas pessoas têm o costume de consumir o chá de gengibre com limão, além de ser uma bebida refrescante ela Read more

Chás potencialmente abortivos
folhas da romã

Mulheres gestantes devem ter uma preocupação a mais quando resolvem fazer o consumo de ervas medicinais, infelizmente nem todos os Read more

Os melhores chás para má digestão
folhas de boldo

Comer é uma coisa maravilhosa, não é mesmo? Mas se você sofre de má digestão provavelmente fica com um pouco Read more

Bruno Costa

Redator e publisher desde 2014 Graduado em Psicologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *