3 de julho de 2022

Chás que abortam: saiba quais evitar se estiver grávida

Apesar de uma crença comum que diz que os produtos naturais são recomendados a todas as pessoas, pois diferentemente dos fármacos não têm contraindicações, essa é uma crença infundada

Há estudos que mostram que determinadas plantas e ervas são totalmente contraindicadas para determinados tipos de pessoas.

Dentre esses muitos chás, frequentemente são pesquisados aqueles que são abortivos, tanto por mulheres que querem quanto por mulheres que não querem abortar.

Neste texto você conhecerá vários chás que abortam, e, portanto saberá quais evitar se estiver grávida.

Chás que abortam

Os chás que abortam são aqueles que provocam alterações no corpo da mulher que podem gerar um aborto espontâneo.

Muitos desses chás não têm esse efeito levado a sério, pois são chás que você pode comprar sem qualquer impedimento em lojas de produtos naturais e em outros lugares.

Abaixo você encontra os principais chás abortivos.

Chá de gingko biloba

Essa é uma árvore extremamente presente na história, pois já existia no tempo dos dinossauros.

É considerada, portanto, um fóssil vivo. Sua origem é chinesa e traz muitos benefícios para as pessoas que consomem o chá, principalmente na questão da memória.

Entretanto, é uma árvore carregada de toxinas e substâncias tóxicas que podem ser prejudiciais para a mãe e para o feto.

Se você quer saber que tipo de problemas podem ser causados preste atenção.

A mulher que consumir esse chá pode ficar com problemas gastrointestinais, enquanto o feto pode ficar com problemas cardíacos.

Mesmo não correndo um grande risco de causar um aborto, corre o risco de todos esses problemas citados acima.

Infusão de eucalipto

Olhando de longe, qualquer um pensa que o eucalipto é seguro, porque só se ouve falar dos benefícios como quando usam para tratar problemas respiratórios.

Entretanto, é totalmente desaconselhável administrar qualquer dosagem de chá de eucalipto para mulheres grávidas não importando os benefícios que ela espera obter.

Mulheres grávidas não podem tomar chá de eucalipto e nem mesmo usar de outras formas, pois pode causar náuseas, diarreia e vômitos na mãe.

As mulheres que estão amamentando também não podem usar eucalipto, já que algumas substâncias podem passar para a criança.

Chá de boldo

O chá de boldo vem sendo utilizado com frequência para tratar e curar problemas gástricos.

O conhecimento das suas propriedades em benefício do corpo são difundidos por muita gente que gosta de chá.

Todavia, mulheres grávidas não podem consumir o chá de boldo por um motivo diferente dos descritos anteriores.

O chá de boldo pode estimular as contrações uterinas, o que traz risco de a mulher sofrer um parto prematuro, ou para ser mais direto, o chá de boldo é perigoso para a saúde da mulher, pois ele é um chá que provoca o aborto.

Além disso o boldo possui uma substância que é prejudicial para a formação do fígado do feto.

Ainda que algumas mulheres grávidas que consomem uma pequena dose desse chá não abortem, tem muitas outras opções para tratar os problemas gástricos.

Não vale a pena arriscar.

Chá de bérberis

A bérberis é uma planta muito usada para tratar problemas no estômago e isso é graças à grande quantidade de alcaloides que ela possui.

Contudo, não deve de forma alguma ser administrado para grávidas, uma vez que pode causar duas coisas prejudiciais .

A primeira coisa é o sangramento que pode levar a um aborto espontâneo.

Além disso o chá de bérberis também pode causar contrações uterinas, o que pode provocar um nascimento prematuro.

A polêmica da camomila na gravidez

Se você pesquisar em vários sites sobre camomila na gravidez verá que alguns deles sugerem que uma mulher grávida tome enquanto outros sugerem que essa pessoa não tome, uma vez que há efeitos negativos para a mãe e principalmente para o bebê que pode ter um nascimento prematuro ou um aborto espontâneo.

Mas qual é a verdade?

A maior parte dos profissionais da saúde concordam que o uso de ervas medicinais na gravidez deve ser evitado.

No caso da camomila não há provas conclusivas sobre o quanto é prejudicial para uma mulher grávida e para o bebê.

O que alegam é que o corpo da mulher pode sofrer de contrações uterinas que podem causar os efeitos ditos um pouco mais acima.

Fale com o seu médico

Tratando-se de chás sempre é bom ficar precavido. Apesar dos incontáveis benefícios no corpo e na mente, as contraindicações existem e devem ser respeitadas para um melhor aproveitamento dos benefícios da bebida.

Por isso, é recomendado que toda mulher grávida fale com seu médico sobre o chá que está querendo tomar, já que é o médico o profissional que conhece melhor o caso dela e que sabe, portanto que chás faz sentido administrar para a condição da paciente.

Mais textos relacionados
Os benefícios do chá de alfavaca
pé de alfavaca

A alfavaca ( Ocimum gratissimum, L. ) conhecida popularmente como manjericão, é bastante cultivada na Índia, sendo usada para fins Read more

Chá de urtiga: Saiba tudo sobre seus benefícios

A urtiga é uma plantinha muito conhecida no nosso país, a depender de sua idade e de onde nasceu provavelmente Read more

Hibisco

O chá de hibisco é feito de uma plantinha nativa da África e da América e faz muito sucesso por Read more

6 benefícios científicos do chá e extratos de hortelã

A famosa hortelã é uma plantinha muito aromática e muito conhecida por nós brasileiros, o seu uso não se restringe Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

chá para infecção urinaria