Como podemos aumentar a vitamina D em nosso corpo

A vitamina D tem uma grande importância no nosso corpo, ajudando a nos proteger de doenças causadas pela falta dessa vitamina.

Vamos falar neste texto como aumentar a quantidade de vitamina D do nosso corpo, para que dessa forma tenhamos mais saúde e possamos viver mais e melhor. 

Por que há falta de vitamina D e quais são os perigos disso?

Não é que há uma falta de vitamina D, ela dificilmente é encontrada em grandes quantidades na nossa alimentação, mas pode ser encontrada aos montes através da exposição ao sol.

Isso, mesmo.

Podemos conseguir vitamina D apenas nos expondo ao sol.

Mas o problema é que as pessoas simplesmente não tiram um tempo, um tempo curto, para tomar um pouco de sol.

Isso acontece mesmo nos países onde faz mais sol, e a consequência direta disso é a falta de vitamina D, a qual pode trazer problemas nos ossos, na musculatura e pode causar o câncer, além de outras doenças.

Quanto de sol tomar por dia?

Essa é uma excelente pergunta, e a resposta deve variar de vários fatores, como por exemplo o tipo de pele, a latitude, o tempo, a estação e o uso dos cremes que nos protegem dos raios nocivos do sol.

Mas o valor médio que serve para a maior parte das pessoas é o de ficar 5 minutos exposto ao sol no verão, sendo que a exposição deve atingir o corpo todo, para pessoas com peles muito claras.

Se você tem uma pele mais escura, deve ficar no sol por 15 minutos.

No inverno, você deve ficar três vezes mais esse tempo exposto ao sol.

É importante se expôr ao sol, mas isso precisa ser feito com segurança, como por exemplo usando protetores solares para garantir que no final do dia sua pele não fique queimada e danificada.

Quais outros problemas de saúde podem surgir com a falta de vitamina D?

Agora, você já deve estar acreditando no problema que é a falta de vitamina D, não é verdade?

O pior é que, como já dissemos neste texto, esse problema é muito comum.

Na Espanha, por exemplo, foi observado que em todas as faixas etárias há deficiência de vitamina D.

Essa falta pode provocar várias doenças, como doenças inflamatórias do intestino, insuficiência hepática ou renal, doença celíaca e pode interferir com certos medicamentos, como os antiepilépticos, os corticosteroides e o orlistat.

A grande quantidade de vitamina D está associada à prevenção de dores musculares e da osteoporose, que é causada pela baixa absorção de cálcio no nível digestivo.

Os idosos são os que mais sofrem com esses problemas por conta da vitamina D, então, se você já for uma pessoa de idade, se expôr ao sol por alguns minutos por dia vai te ajudar de um modo geral.

Veja bem, a vitamina D tem a capacidade de aumentar as concentrações de cálcio e fósforo, e isso implica no favorecimento da mineralização da matriz óssea.

Isso significa que crianças que não têm os níveis adequados de vitamina D podem sofrer com raquitismo na infância.

Quando crescem, eles podem apresentar osteomalácia na idade adulta.

Para prevenir esse problema, basta se expôr por alguns minutos ao sol.

Você verá como os seus níveis de vitamina D aumentarão e você viverá uma vida melhor.

Onde mais é possível encontrar vitamina D?

Alguns poucos alimentos oferecem vitamina D para complementar a ação do sol.

Esses alimentos são, por exemplo, os peixes azuis e os alimentos derivados deles, como o óleo de fígado de peixe.

Em pequenas quantidades, a vitamina D pode ser encontrada na gema dos ovos, nas carnes, em leites, iogurtes, sucos e cereais, além de outros alimentos enriquecidos, e em cogumelos.

Você consome uma boa quantidade desses alimentos?

É uma boa escolha implementá-los na saúde uma vez que você não mora em um lugar onde tem muita luz solar.

Se você precisar você pode tomar suplementos de vitamina D, mas ele não é indicado a todos os casos.

É apenas se você precisar, ou seja, se você tiver um déficit de vitamina D e precisar corrigi-lo.

Há um consenso médico de que é necessário tomar esses suplementos uma vez que a pessoa apresenta níveis muito baixos dessa vitamina.

A dosagem vai depender de algumas coisas, como se você está grávida ou amamentando, se você tem mais de 70 anos e a gravidade da deficiência dessa vitamina.

Então, para concluir, é possível dizer que se faz necessário duas coisas para garantir que sua vitamina D não fique lá em baixo.

Você precisa se expôr ao sol, procurando sempre os horários em que o sol está mais baixo, como no começo e meio da manhã ou no final da tarde, e precisa também consumir alimentos que passam essa vitamina.

Opte pelos peixes de cor azul, pois são eles os que contêm a maior quantidade da vitamina D, mas outros produtos também não devem faltar na sua alimentação, como o leite, o iogurte e os cereais.

Caso seja necessário um suplemento, o seu médico vai dizer.

E é por isso que você deve se consultar frequentemente com o médico e fazer os exames de rotina, pois a partir deles você descobre qualquer anormalidade que pode ser corrigida com os suplementos ou com a alimentação, mesmo.

Mais textos relacionados
5 dicas para ter mais atenção plena e para diminuir a ansiedade

Nos dias atuais ouvir uma pessoa dizendo que não é ansiosa é difícil, ser ansioso quase que se tornou a Read more

O que acontece com o corpo quando você não bebe água o suficiente

Neste texto você vai saber disso e também vai saber o que acontece com o corpo quando você não bebe Read more

Os piores alimentos que existem para nosso organismo

No nosso site falamos muito sofre chás e alimentos que fazem bem para a saúde, mas é preciso falar também Read more

Afta

A afta realmente é um incômodo e que acontece com a maioria das pessoas. Neste texto você encontrará todas as Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 5 =