26 de novembro de 2020

Efeitos colaterais do óleo de coco: colesterol alto, diarréia e muito mais

O óleo de coco é bem conhecido por causa de seus inúmeros benefícios e tudo isso Graças aos ácidos graxos de cadeia média mais popularmente chamada de gorduras saudáveis

Essas gorduras são de fáceis de gestão e têm muitas propriedades como antimicrobianos e antifúngicas

Infelizmente como quase tudo na vida se você ingerir de maneira excessiva o óleo de coco você sentirá alguns efeitos colaterais indesejáveis

A recomendação que consumamos esse óleo em poucas quantidades (1)

Óleo de coco tem algum efeito colateral?

O óleo de coco tem sim efeitos colaterais indesejáveis, mas precisamos compreender melhor isso

Existem alguns tipos de óleos de coco e a mais recomendada é o óleo de coco virgem na sua forma mas pura sem processamento

Esse óleo de coco virgem sem processamento não apresenta efeitos colaterais geralmente

Infelizmente que consumimos na maioria das vezes o óleo de coco comercial o que é processado, esse sim pode ter alguns efeitos colaterais indesejados como ganho de peso e aumento do colesterol ruim

Efeitos colaterais óleo de coco

1 – Pode elevar o colesterol

Existem algumas pesquisas que afirma que a ingestão do Óleo de coco pode elevar os níveis de colesterol ruim (2)

O aumento nas taxas de colesterol pode trazer problemas no coração

Teor de gordura saturada no óleo de coco é bem maior do que outros olhos como manteiga e azeite (3)

Existe uma publicação pela American Heart Association em que afirmam que o a utilização do óleo de coco aumentou o LDL semelhante a utilização da manteiga e carne bovina (4)

2- pode causar alergias

Apesar de não ser tão comum óleo de coco também pode causar alergia em algumas pessoas que são sensíveis a ele

Geralmente essas alergias incluem urticária e anafilaxia

Os estudos sobre esse tipo de alergia é bem limitado, existe um número muito pequeno de indivíduos que foi afetada (5)

Caso a pessoa apresente algum tipo de alergia a óleo de coco é melhor evitá-lo e prestar atenção nos alimentos que tem em sua composição

3 – pode aumentar o risco de doenças cardíacas

Existem estudos sim que afirmam que é melhor substituir o óleo de coco por outras gorduras insaturadas e isso diminuirá o risco de doenças do coração (6)

Segundo American Heart Association devemos consumir menos gorduras saturadas e mais gorduras saturadas e isso vai prevenir doenças cardíacas

Infelizmente o óleo de coco é Henrique em gorduras saturadas o que pode afetar o coração (7)

Segundo alguns artigos o óleo de coco contém mais gordura ruim do do que a manteiga ou a carne (7)

4 – pode causar diarreia leve

Um outro efeito colateral não tão comum de consumo de óleo de coco que é a diarreia leve

Geralmente esses sintomas aparecem apenas na primeira semana de consumo do óleo de coco que não é nada muito grave (8)

Pessoas que inicialmente apresentam diarreia ao consumir óleo de coco devem iniciar o seu consumo pequenas quantidades e gradualmente

5 – pode acarretar problemas no fígado

Há estudos que relacionaram os do óleo de coco que Cida a problemas de toxicidade no fígado (9) mas eles são insuficientes e precisão de maiores comprovações

Os chamados os ácidos graxos de cadeia média na qual são transportados para o fígado e lá são convertidos em energia

Há especialistas que acreditam que a velocidade com que esses ácidos são levados para o fígado pode causar problemas

Segundo eles esse poderia sobrecarregar o fígado ao longo do tempo

Evidências insuficiente para

Existem outras especulações a respeito de efeitos colaterais do óleo de coco, mas há poucas evidências científicas para tais afirmações

Podemos listar para você algumas das possibilidades que o óleo de coco pode acarretar na sua saúde

Mas mais uma vez cabe ressaltar que não há dados suficientes para tais comprovações

O óleo de coco poderia causar os seguintes problemas:

  • Poderia causar o aparecimento de acne na pele
  • Poderia causar desconforto intestinal
  • Poderia causar reações alérgicas em crianças
  • Poderia causar dor de cabeça em algumas pessoas

Suplementação de óleo de coco

Os suplementos de óleo de coco babaçu em boa reputação por serem considerados seguros, mas devemos ficar atentos que nem eles estão isentos de efeitos colaterais uma vez que é feito do próprio olho de coco

Você deve ter cautela ao utilizar o suplemento de óleo de coco pois existem alguns artigos em que afirmam que o óleo de coco pode piorar os níveis de triglicerídeos e o colesterol ruim (10)

Também pessoas com problemas nos rins ou pessoas que apresentam problemas de desidratação devem evitar consumir o suplemento de óleo de coco

Fique atento também a quantidade de suplementação de óleo de coco que você está ingerindo

Quanto de óleo de coco podemos consumir em um dia

O correto para essa resposta seria você procurar uma orientação nutricional e médica para que seja avaliado sua situação de forma individual

Não existe uma informação exata sobre a quantidade que podemos consumir diariamente então inicia com no máximo cinco ml e vai aumentando aos poucos casa não sinta nenhum efeito colateral indesejado

Fontes de pesquisa

Mais textos relacionados
Couve e seus benefícios
pe de couve

A couve é um dos produtos naturais mais conhecidos e apreciados no mundo, principalmente por causa do seu gosto em Read more

Farinha de banana verde e seus beneficios
farinha de banana verde e um cacho de banana verde

Nós já falamos bastante sobre a farinha de maracujá para a nossa saúde, e quem leu e testou deve ter Read more

Chocolate e seus benefícios
chocolate

O chocolate é um dos doces que as pessoas mais gostam de consumir, mas ele, além do seu sabor formidável Read more