Erva doce e Menopausa e outros benefícios

Provavelmente o chá de erva doce (Pimpinella anisum) seja um dos mais conhecidos por nós no Brasil, dificilmente encontrará uma pessoa que não o conheça.

Outros nomes que também ela é conhecida popularmente como:

  • Anis;
  • Anis-verde;
  • Pimpinela;
  • Anacio, anise;

Esse chá, além ter várias benefícios que já foram estudos, tem um sabor muito bom, ele é mais adocicado naturalmente e assim agrada até crianças.

A erva doce não é consumida apenas o seu chá, mas também na culinária, em cápsulas e até em extratos.

Sabor  gostoso, qualquer um pode comprá-la  e com vários benefícios, então  é uma erva que vale a pena fazer o uso com mais frequência.

Dentre todos os benefícios que essa erva possui vamos dar destaque a possibilidade de existir uma ação benéfica contra os sintomas da menopausa que afligem milhões de mulheres

Menopausa e erva doce

A menopausa  é um processo natural que as mulheres passam em um determinado período de sua vida.

Na menopausa acontece o declínio natural dos hormônios reprodutivos femininos durante o envelhecimento.

Os sintomas mais comuns das mulheres que estão em menopausa reclamarem são:

Há uma lista muito maior dos sintomas da menopausa, mas esses aí são os principais.

As mulheres que passam pelos sintomas da menopausa relatam o quanto são desconfortáveis, atualmente existem alguns tratamento que têm como objetivo diminuir esses efeitos da menopausa na mulher.

Muitas mulheres têm medo dos efeitos desses tratamentos convencionais por alguns motivos.

O uso da erva doce como uma alternativa natural no tratamento dos sintomas da menopausa pode ser uma possibilidade para algumas pessoas.

Dissemos pode ser pelo fato de ainda faltarem mais estudos sobre o assunto, mas os que existem já são promissores.

Por não ter quase nenhum efeito colateral negativo a erva doce poderá ser testada por algumas pessoas, claro que sob a supervisão de um médico.

Descobriram em estudos que ela pode ser muito eficaz e diminuir sintomas da menopausa.

A menopausa  é um processo natural que as mulheres passam em um determinado período de sua vida.

Estudos apontam a possibilidade da erva doce imitar os efeitos do estrogênio no corpo e assim reduzindo esses sintomas.

Houve outro estudo com 72 mulheres que tomaram a erva doce em cápsulas diminuíram quase 75% na gravidade e quantidade das ondas de calor. (1)

Elas tomavam 330mg  de sementes da erva doce três vezes ao dia.

Outro benefício seria a diminuição da perda óssea que é tão comum com idade e com a menopausa por causa do nível baixo de estrogênio. O responsável por isso é o anetol presente na erva doce

Outros benefícios também importantes

Nem todo o benefício de uma erva às vezes já foi estudado, ainda falta muita coisa, mas de acordo com o que já temos os benefícios do chá de erva doce são:

  1. Rico em nutrientes
  2. Pode reduzir os sintomas da depressão
  3. Proteção de úlceras estomacais
  4. Gases
  5. Problemas estomacais de forma geral
  6. Pode reduzir inflamação

Esses benefícios acima são os principais e que tem comprovação da ciência, caso queria saber com mais detalhes segue abaixo.

1- Rico em nutrientes

O primeiro e talvez mais importante encontrado na erva doce é ferro.

Para termos uma ideia da quantidade de ferro encontrada na erva doce, em 7 gramas, que corresponde  aproximadamente a uma colher de sopa,  ela fornece 13% da quantidade diária de ferro que precisa ser ingerida. (2)

Além do ferro existente outros nutrientes importantes, mas em menos quantidade.

  • Calorias: 23
  • Proteína: 1 grama
  • Gordura: 1 grama
  • Carboidratos: 3 gramas
  • Fibra: 1 grama
  • Ferro: 13% da ingestão diária de referência (IDR)
  • Manganês: 7% do IDR
  • Cálcio: 4% do IDR
  • Magnésio: 3% da IDR
  • Fósforo: 3% do IDR
  • Potássio: 3% do IDR
  • Cobre: 3% do IDR

2- Pode reduzir os sintomas da depressão

A depressão é uma doença séria que afeta milhões de pessoas por ano no mundo.  Descobriram que a erva doce pode ter sua ação diminuindo os sintomas da depressão.

Esse fato não deve ser motivo para nenhuma pessoa abandonar o tratamento convencional com terapia e medicação.  A erva pode ser uma alternativa natural para diminuir os sintomas da depressão.

Houve um estudo em que 120 participantes tomaram uma cápsula de 200mg de óleo de erva doce três vezes ao dia e os sintomas da depressão leve e moderada sumiram. (3)

3 – Proteção de úlceras estomacais

Infelizmente os estudos sobre a ação da erva doce nas úlceras ainda é bem limitado, mas há caminhos que apontam essa possibilidade.

Já houve um estudo em animais que observaram a redução do suco gástrico naqueles que usaram a erva doce e isso ajudava a prevenir a formação de úlceras.

Já é de uso popular a erva doce para problemas  estomacais, às vezes não há estudam que comprovam uma coisa, mas o uso por décadas acaba trazendo essa conformação. (4)

4- Gases

Um dos maiores usos do chá de erva doce é indiscutivelmente para tratar o problema de excesso de gases.

Esse chá é excelente para acabar com os gases intestinais. Basta tomar uma xícara de chá de erva doce um pouco mais concentrado e terá sua ação após alguns minutos.

Muitas pessoas  já sentiram forte dores no peito e nas costas achando muitas vezes que era uma doença como infarto e no fim descobriram que eram gases intestinais.

Quem já passou por isso ou que ainda passa deve sempre tomar um chazinho de erva doce e verá como melhorará, caso o problema  seja gases intestinais.

O anetol presente na erva consegue melhorar a competência digestória, assim é possível se livrar do excesso de gases.

5- Problemas estomacais de forma geral

A erva doce atua de forma geral beneficiando a saúde digestiva por causa de seus componentes.

Na erva doce há o ácido málico que fornece hidrogênio suficiente para aumentar a produção do ácido gástrico e isso é benéfico em alguns casos.

Como tomar a erva doce

Como já foi dito, a erva doce pode ser consumida de diversas formas, entre elas as mais conhecidas estão na culinária, chá, óleo essencial e cápsulas.

Na culinária normalmente consumimos  a erva doce não para buscar fins medicinais , mas simplesmente pelo seu sabor.

Já outras formas são as que mais interessam neste momento.

Para consumir em forma de cápsulas basta seguir as recomendações do fabricante.

Fazer o chá de erva doce é bem fácil, pode ser feito com as sementes ou com as suas folhas também.

Sementes

  1. Basta colocar 1 litro de água no fogo e esperar até o momento que iniciar a fervura.
  2. Depois acrescente 3 colheres de sopa das sementes secas
  3. Espere por aproximadamente 10 minutos
  4. Coe e já pode ser consumido.

Folhas

  1. Basta usar a proporção de 1 litro de água para 8 colheres de sopa das folhas da erva doce
  2. Depois que a água iniciar a fervura repita o mesmo processo de quando foi feito o chá com as sementes.

Cuidados com o uso excessivo da erva doce

A erva doce, principalmente em forma de chá é bastante segura o seu consumo.

Sabe-se que o uso do óleo essencial consumido em excesso pode fazer mal, o consumo não deve ultrapassar 5 gotas a cada dose e essas doses não devem ultrapassar a frequência de 3 vezes ao dia.

O uso excessivo do óleo essencial pode causar hipersensibilidade na pele, gastrointestinal e respiratória. Há outros riscos também como paralisias musculares.

VEJA TAMBÉM

 

FONTES

https://www.healthline.com/nutrition/anise#section5

(1) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24250540

(2) https://ndb.nal.usda.gov/ndb/search/list

(3) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26873392

(4) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4146877/

 

Comentários Desativados