Infecção urinária

Uma infecção urinária, ou cistite, como pode ser popularmente conhecida, é qualquer tipo de infecção que acometa seus rins, bexiga ou uretra.

Se você é mulher, sabe bem disso já que faz parte de um grupo que tem alta predisposição à doença.

Alguns estudos chegam a apontar que uma a cada duas mulheres deverá ter algum tipo de infecção no trato urinário pelo menos uma vez na vida.

Isto acontece porque a uretra, que nada mais é do que um tubo que transporta a urina da bexiga até a saída do corpo, fica muito próxima ao ânus.

Assim, dependendo de algumas práticas de higiene que você tenha na hora de se limpar no banheiro, algumas bactérias, principalmente as que vivem no intestino, podem achar uma porta de fácil acesso para a uretra e, consequentemente, para a bexiga.

No caso, as mulheres também tem uretras mais curtas do que se comparada com as dos homens, o que facilita ainda mais o acesso dessa bactéria.

Outra porta de entrada é a prática de relações sexuais sem proteção.

A infecção urinária não é contagiosa, mas o ato sexual pode contaminar a região também devido a proximidade das duas áreas.

Em alguns casos, urinar pode contribuir para a eliminação da bactéria, principalmente após o ato sexual.

Porém, se já trata-se de uma quantidade significativa da cultura, somente urinar não deverá resolver. Isto quer dizer que a bactéria tende a acessar a bexiga onde irá crescer e provocar a infecção.

Caso ela atinja os rins, poderá provocar uma infecção no órgão também.

Se não for tratado adequadamente pode haver um sério comprometimento da função renal.

Uma infecção no trato urinário pode ser perigosa e exige atenção e cuidados imediatos.

Os rins têm uma função de grande importância que é remover o excesso de água e resíduos da circulação sanguínea.

Isto significa que a pressão arterial, bem como a quantidade de açúcar no sangue está diretamente relacionada com a capacidade dos rins trabalharem corretamente.

Este tipo de infecção, em qualquer órgão do trato urinário é muito mais comum em adultos do que em crianças, mas também pode acontecer e os pequenos precisam de cuidados semelhantes.

Após a infecção respiratória, este é o tipo mais comum de infecção.

Fique atento aos principais sintomas que a infecção urinária provoca

  • Sensação de ardência ao urinar;
  • Vontade constante e urgência para urinar, ainda que com pouca urina;
  • Dor ou pressão nas costas ou no abdome;
  • Urina escura, com sangue ou cheio forte;
  • Sensação de cansaço;
  • Febre.

Já os sinais de que a infecção avançou e atingiu seus rins são:

  • Febre muito alta;
  • Calafrios;
  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Dor nas costas, usualmente em apenas um dos lados, mas podendo ser em ambos também.

Outro fato importante para se ficar atento é que recém-nascidos, crianças e pessoas idosas, os sintomas clássicos, ou seja, estes que foram apresentados, podem não se fazer presentes.

Recém-nascidos, por exemplo, podem apresentar febre ou hipotermia, falta de apetite e até mesmo icterícia.

Já crianças podem ter além destes sintomas, diarreia, irritabilidade e perda do controle do intestino.

Em idosos ainda pode haver letargia e comprometimento das habilidades mentais.

Para diagnosticar e tratar

Uma amostra da urina enviada para análise de um laboratório é capaz de diagnosticar a presença da bactéria.

Lembrando que, ao notar os sintomas, um médico deverá ser procurado ainda dentro das primeiras 24 horas.

Isso é importante porque a infecção urinária tem sintomas semelhantes a várias outras enfermidades.

Mulheres sexualmente ativas, por exemplo, devem solicitar um exame de pélvis já que ambas infecções tendem a ser muito parecidas.

Já homens devem pedir um exame de genitália e, caso não seja conclusivo, também de próstata.

É extremamente importante ter o diagnóstico correto, já que cada distúrbio possui um tratamento específico, podendo ser mais agressivo ou não, mais duradouro ou não.

Alguns exames simples como raio-x e ultrassom podem identificar a extensão do problema adequadamente, descartando ou não problemas nos rins.

Após identificado o problema ao certo e, considerando que trata-se de uma infecção urinária apenas, o primeiro passo é a administração de um antibiótico.

O tipo específico de remédio a ser prescrito e a duração do tratamento depende diretamente da sua condição de saúde e do tipo de bactéria que foi encontrado na sua urina.

No entanto, alguns dos princípios básicos que compõem o tratamento deste distúrbio costumam ser:

  • Fosfomicina;
  • Ciprofloxacino;
  • Levofloxacino;
  • Cefalexina;
  • Amoxicilina;
  • Ceftriaxona;
  • Azitromicina.

É importante ainda, combinado com o tratamento prescrito manter alguns cuidados como beber bastante água e manter uma higiene genital adequada para que o processo de recuperação seja acelerado e também novos transtornos sejam evitados.

Outro cuidado essencial é não interromper o tratamento mesmo que os sintomas tenham desaparecido.

Caso o antibiótico tenha sido prescrito para 14 dias, você deve tomá-lo por 14 dias.

A interrupção do tratamento aumenta relativamente as chances de que a infecção volte ou se agrave, podendo atingir os rins.

Ainda que você esteja grávida o tratamento deverá envolver antibióticos, que no caso serão avaliados pelo seu médico para que não haja comprometimento do período gestacional e danos para você ou o bebê.

Há ainda alguns medicamentos que podem ser usados paralelamente para ajudar a driblar os sintomas, como analgésicos.

Havendo a necessidade de intensificar o tratamento, seu médico deve ser consultado e informado.

Saiba como prevenir a infecção urinária

Algumas práticas simples podem ser adotadas no seu dia a dia para evitar a contaminação pela bactéria ou até mesmo seu retorno.

Existem casos em que a infecção urinária se torna recorrente, resultando de episódios como retenção de urina na bexiga por longos períodos, uso de sondas, cálculo renal e até mesmo gravidez.

Por isto, o ideal é manter um acompanhamento médico para tratar os sintomas assim que estes aparecerem evitando maiores desconfortos.

Tratamentos caseiros para a infecção urinária

Como já dito anteriormente o mais sensato a ser feito sempre é prevenir o aparecimento do problema e neste caso indica-se sempre o consumo de bastante água e um cuidado especial com a higiene na genitália.

Ao aparecer o problema o correto é buscar um profissional de saúde, pois há casos graves que só melhoram com o uso de antibióticos, mas sabemos que há casos mais leves que remédios caseiros ajudam

Há diversos tipos de chás que ajudam muito no tratamento da cistite e caso tenha interesse fizemos um texto especialmente para falar dos chás para infecção urinária

Veja o que mais você pode fazer em casa como tratamento e prevenção

  • Coma cranberry ou tome suco dessa fruta
  • Coma melancia ou tome seu suco
  • Tome suco de arando silvestre
  • Tome a tintura de capuchinha
  • Tome suco de mirtilo
  • Banho de assento com sálvia
  • Banho de assento com bicarbonato de sódio
Mais textos relacionados
Xarope de guaco
planta guaco

O guaco (mikania glomerata) é uma plantinha com muitos benefícios para nossa saúde, ela é usada muito pelas pessoas como Read more

Como a raiz de valeriana ajuda a relaxar e dormir melhor
planta valeriana

A valeriana officinalis, vulgarmente chamada de valeriana, é uma raiz muito conhecida por causa de seus efeitos relaxantes que ajudam Read more

como fazer soro caseiro para infecção intestinal

O soro caseiro pode sim ser um dos remédios caseiros usados em uma infecção intestinal, mas ele não cessa com Read more

Receitas caseiras para candidíase
vidro com bicarbonato de sodio

A candidíase é uma infecção causada pelo fungo Candida albicans. O problema de saúde é muito frequente nas mulheres e Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *