Jiló

O Jiló é um fruto leguminoso muito conhecida pelo seu sabor peculiar que tende para o amargo – por isso, é adorado por muitos e não muito bem-vindo por outros.

O fato é que o Jiló é um alimento muito nutritivo.

É consumido em geral, de forma refogada e como ingrediente em saladas, conservas e outras receitas salgadas.

É um alimento abundante no Brasil, embora seja nativo da África.

Benefícios do jiló

Sim, como mencionado anteriormente, esse alimento é nutritivo, pois é rico em propriedades.

O consumo regular do Jiló costuma trazer benefícios à saúde, como:

Previne e ajuda a tratar anemias: é rico em ferro – o que evita anemias e quadros de deficiências nutricionais.

Fortalece a imunidade: devido ao ferro e outros minerais e vitaminas, o Jiló fortalece o nosso sistema imunológico, melhorando a nossa saúde como um todo e nos protegendo de diversas doenças.

É bom para quem tem diabetes e colesterol alto: além de possuir baixo teor de açúcar, carboidratos e gorduras, pode ser consumido sem problemas por pessoas com tais doenças – ainda, as fibras ajudam a regular o nível de glicemia e do colesterol ruim no sangue.  

Tem ação antiinflamatória: o Jiló é rico em flavonóides – o que ajuda a combater inflamações diversas e pode até mesmo ser usado de forma tópica para ajudar na desinflamação da pele e de tecidos expostos.

Faz bem para o coração: fibras, vitaminas do complexo B e outros nutrientes fortalecem o coração, regula o seu funcionamento e evitam a pressão arterial alta.

Bom para quem deseja emagrecer: o Jiló tem baixo valor calórico e traz sensação de saciedade – o que é ótimo para quem segue dietas de emagrecimento ou quer manter o peso.

Favorece o metabolismo das gorduras: como todo alimento amargo, o Jiló ajuda a metabolização das gorduras pelo fígado, além de ajudar a curar a chamada “ressaca” por excesso de ingestão de álcool.  

O Jiló pode faze algum mal?

Caso seja consumido em excesso, esse alimento pode trazer desconfortos, como: vômitos e diarreia.

Além disso, apesar de bom para o fígado, pessoas com problemas hepáticos podem agravar a doença, caso consumam o alimento em excesso.

O limite, para pessoas saudáveis, é de 3 unidades de Jiló ao dia.

Aprenda a eliminar o amargo do Jiló

Como mencionado no inicio, algumas pessoas podem não apreciar o amargor do Jiló.

Mas, tendo em vista todos os benefícios que esse alimento traz, há como eliminar o sabor amargo do Jiló, deixando-o mais suave, veja:

  1. Corte o Jiló ao meio ou fatias e cubra com sal.
  2. Deixe repousando por cerca de 1 hora e depois, lave e seque bem com um papel absorvente.
  3. Corte o Jiló ao meio e deixe-o de molho por 30 minutos em água com sal.

Propriedades nutricionais do Jiló

Cada 100 g de Jiló contêm cerca de:

  • 40 calorias
  • Fibras: 3 g
  • Proteínas: 1,40 g
  • Carboidratos: 7 g
  • Gorduras monoinsaturadas: 1 g
  • Gorduras saturadas: 0

Também contém: Vitamina A, Vitaminas do Complexo B, Vitamina C, água, ferro, fósforo, cálcio, potássio, entre outros nutrientes.

Mais textos relacionados
Cebola

A Cebola é um alimento cujo consumo remete há séculos. Trata-se de um alimento que pode ser consumido in natura, Read more

Cenoura

A Cenoura é um alimento repleto de nutriente e que traz benefícios diversos para o organismo – sendo o mais Read more

Berinjela

A Berinjela é um legume originário da Índia – mas que se adaptou muito bem em solo brasileiro. É muito Read more

Maxixe

O Maxixe é um alimento muito apreciado nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. A parte consumida é o fruto Read more