27 de junho de 2022

Receita caseira para cortisol alto

O que é cortisol?

Muitos de nós agora entendem que o cortisol tem ligações com níveis de estresse, envelhecimento e gordura da barriga. Mas o que é cortisol e como isso está relacionado à sua saúde?

O cortisol é um hormônio adrenal que gerencia o ritmo diário do seu corpo. Pense nisso como seu pote de café. Você acorda de manhã porque suas glândulas suprarrenais acabaram de fazer um novo lote. Você adormece à noite porque eles o desligam.

Além de apenas estar acordado ou dormindo, você ficaria surpreso com o quanto do corpo é executado em um horário de 24 horas. A regulação da gordura, digestão, imunidade, regulação do açúcar no sangue, fome, foco mental e manutenção da pele, cabelos e unhas são todos controlados pelo ritmo do cortisol.

Como a vida moderna altera os níveis de cortisol

Antes desse estilo de vida moderno, tínhamos muitas dicas que mantinham nossos ritmos de cortisol em sincronia. Os mais poderosos eram a luz azulada do amanhecer e a luz alaranjada do pôr-do-sol. 

Sentindo-se frio à noite foi outra sugestão como foi ter uma refeição maior à noite. Hoje, temos muito menos pistas para corrigir nosso ritmo de cortisol e muitos novos fatores que o eliminam. Esses incluem:

  • Açúcares, especialmente frutose;
  • Estressores emocionais;
  • Poluentes incluindo compostos de chumbo e plásticos;
  • Medicamentos;
  • Insônia;
  • Trabalho por turnos;
  • Poluição sonora.

A conexão do estresse do cortisol

A boa e a má notícia é que o cortisol está ligado a muitas coisas, além do que consideramos estresse mental. No mundo de hoje, nossos corpos sentem o estresse de todas essas fontes em nosso ambiente e enfrentá-los pode ajudar não apenas a reduzir a sensação de nervosismo, mas também a melhorar os ritmos de cortisol.

Os baixos ritmos de cortisol podem contribuir para alguns dos maiores problemas de saúde do nosso tempo. De fato, um ritmo ruim mata mais pessoas do que fumar, doenças cardíacas, diabetes ou obesidade.

Como melhorar os níveis de cortisol

O estresse da vida pode ser inevitável, mas os padrões ruins de cortisol não são. Passos tão simples como cronometrar o tempo da alimentação, o que está sendo ingerido, a exposição à luz fazem uma tremenda diferença para deixar os níveis de cortisol normais, o sono melhor, e obter a sensação de menos estresse.

Alimentos para melhorar os padrões de cortisol

O corpo usa o cortisol para nos resgatar do baixo nível de açúcar no sangue. Isso faz dos carboidratos uma ferramenta que podemos usar para ajudar a regular a inconstância que resulta no mau humor e estresse.

As recomendações médicas geralmente dizem para que cada indivíduo inicie o dia com 25 a 35 gramas de proteína e termine com 20 a 50 gramas de carboidratos de alta qualidade de fontes naturais. 

As ótimas opções incluem fontes amigáveis ​​ao paladar, como batata-doce (inhame), nabo, abóbora e beterraba. Tê-los no final do dia ajuda não só o cortisol, mas toda uma série de hormônios que regulam o peso, como a leptina, grelina e adiponectina.

Em um nível prático, isso significa que o café da manhã é proteína + legumes e o jantar é proteína + carboidratos saudáveis, como batata-doce ou abóbora. 

Luz e cortisol

A luz também exerce um impacto enorme nos níveis de cortisol. O cortisol alto pode causar ganho de peso. Quando estamos expostos à luz azul (telefones, computadores, TV etc.) depois de escurecer, o corpo recebe a mensagem que é o início da tarde, produzindo assim o cortisol e reduzindo a melatonina. Isso é o oposto do que devemos fazer à noite para ter um sono bom.

Da mesma forma, quando passamos muito tempo dentro de casa e não obtemos nenhuma exposição brilhante à luz do ar livre durante o dia, nosso corpo nunca recebe um sinal claro de noite e dia.

Passos simples como obter meia hora de luz do sol dentro de uma hora depois de acordar, podem ajudar o cortisol se ele estiver muito alto ou muito baixo. Se isso não for possível durante certas estações, uma caixa de luz que gera 10.000 watts de luz pode funcionar como um bom substituto.

Endereçando os estressores ambientais

Aborde alguns outros fatores que o corpo enxerga como estresse. Esses incluem toxinas ambientais, seus padrões de sono, exercícios e sua incapacidade de dizer não. 

A luz e a ciclagem de alimentos são os fatores críticos para a maioria das pessoas. Portanto, essas mudanças ajudarão a ver uma melhora contínua depois que se identifica os problemas centrais com a luz e a comida.

Evitando toxinas ambientais

Este passo vai junto com o passo da comida acima, pois, infelizmente, nosso suprimento de “comida” pode ser uma fonte importante de exposição química desnecessária que o corpo vê como estresse. 

Mas também encontramos estressores ambientais na forma de produtos químicos em cremes dentais, produtos de higiene pessoal, desodorantes, medicamentos e produtos químicos de limpeza.

Nossa exposição a grandes quantidades de plástico, especialmente plásticos que foram aquecidos no microondas, também pode causar um acúmulo de compostos estrogênicos no corpo e alterar nossos hormônios. Se o corpo está em um estado de estresse, o fígado e os rins também não estão funcionando de forma ideal, tornando a remoção de toxinas lenta e ineficaz.

Foque em:

  • Usar apenas os produtos de cuidados pessoais o mais natural possível;
  • Evitando plásticos e armazenar alimentos em vidro;
  • Beber água suficiente para que seu corpo lave qualquer coisa que for removível;
  • Usar apenas produtos de limpeza naturais;
  • Evitar toxinas ambientais como pesticidas e herbicidas;
  • Evitar sabão antibacteriano que contém produtos químicos como tricolona.

Tornando o sono uma prioridade

Este é um passo importante na redução do estresse, e aquele em que estamos piores. Historicamente, o corpo está acostumado a dormir quando está escuro e manter-se acordado quando está claro. 

Quando ficamos acordados muito tempo depois do sol se pôr e não dormimos o suficiente, interrompemos o tempo natural do corpo para a restauração e remoção de toxinas. 

Esse tempo ideal para a regeneração durante o sono é de aproximadamente entre 22:00 e 2:00. Muitas pessoas não dormem durante parte ou todo esse tempo, causando uma reserva de toxinas e hormônios no corpo.

O corpo tem um equilíbrio delicado de hormônios e depende da serotonina e da melatonina para regular o bom sono e o estado de alerta durante o dia. A insônia ou sono interrompido pode atrapalhar o equilíbrio desses hormônios, deixando-o tonto durante o dia e inquieto à noite. 

O sono inadequado também pode (logicamente) levar a fadiga, nevoeiro cerebral, perda de memória e estresse adicional no corpo.

Coisas  como aterrar e usar magnésio podem ajudar a melhorar a qualidade do sono e reduzir o estresse enquanto você dorme. Usar óculos de sol laranja de bloqueio azul pode ajudar a manter níveis adequados de melatonina e padrões de cortisol quando se tem que trabalhar à noite na luz do computador.

Mas no final do dia, temos que aprender a priorizar o sono.

Tudo somado, concentrar-se nos níveis de cortisol é uma ótima maneira de reduzir o impacto físico dos hormônios do estresse no corpo e melhorar o sono. Tente!

Mais textos relacionados
Receita caseira para má circulação

Uma boa saúde envolve uma série de coisas, mas sem dúvidas uma delas é a de uma boa circulação sanguínea. Read more

Receitas caseiras para candidíase
vidro com bicarbonato de sodio

A candidíase é uma infecção causada pelo fungo Candida albicans. O problema de saúde é muito frequente nas mulheres e Read more

8 receitas caseiras para febre

O estado de febre pode ser preocupante, mas ele é mais que isso. É um indicativo de que há algo Read more

3 Soluções caseiras expectorante
xícara com chá

Os remédios expectorantes são aqueles que são capazes de aliviar a tosse do tipo produtiva, popularmente conhecida como “tosse com Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

chá para infecção urinaria