28 de outubro de 2021

Urtiga é venenosa

A urtiga (Fleurya aestuans L) tem crescimento no mundo todo, mas principalmente nos países de clima temperado. 

Sua origem é europeia e asiática.

A planta urtiga é perene, vive por muitos anos, chegando a ter entre 30 a 150 cm de altura.

Pode sobreviver nos Alpes em até 2500 m de altitude.

Da família urticaceae, popularmente também é conhecida como urtigão ou urtiga-brava.

O nome científico da planta é Urtica dioica, provindo do latim urere, que quer dizer “queimar”. 

O fato é que essas folhas queimam mesmo e provocar dores, até inflamações dérmicas.

Existe ainda a urtiga-branca, que se parece muito com a comum, mas não provoca coceiras.

Esse é um modo simples de diferenciar ambas.

Cuidados

É preciso dar atenção aos pelos do caule e suas folhas que são tóxicos.

Quando em contato com a pele, provoca uma dor imediata em virtude da ação irritativa, causando inflamação, bolhas, vermelhidão e coceira.

A ação urtigante provém de uma substância do ácido fórmico e histamina que estão disponíveis nos caules e folhas. 

Logo, quando esses últimos se quebram, os elementos moleculares sofrem a liberação através dos pelos e provocam coceira e queimaduras.

Os princípios ativos presentes na urtiga são a histamina, serotonina e acetilcolina.

Características

A urtiga é composta por substâncias flavonóides, aminas, minerais, vitaminas, proteínas, fibras e diversos nutrientes positivos à saúde.

As folhas desta planta são colhidas preferencialmente em época primaveril. 

Suas raízes podem ser colhidas em época de inverno.

No continente europeu, essa floração acontece entre os meses de junho a outubro.

Usos

A planta medicinal é usada como substância diurética, de forma externa, como cosmético ou adstringente. 

É possível encontrá-la frequentemente em formato de infusão ou solução, colaborando para inúmeras receitas caseiras que melhoram a saúde.

Pelo uso interno, a urtiga é capaz de tratar afecções do trato urinário, como cistites, febre do feno, gota, prevenção de cálculos urinários e renais.

Além disso, a urtiga também consegue atuar melhorando a irrigação do sangue pelo corpo todo.

Uso cosmético

A planta traz muitos benefícios em relação a queda capilar, favorecendo o crescimento e combatendo caspa, bem como oleosidade.

É excelente para tratar reumatismos, como gota, artrite, artrose e doenças semelhantes.

Suas folhas permitem aplicações em infusões, que podem ser feitas de forma caseira e proporcionam alívio de vários sintomas específicos.

A urtiga seca não provoca nenhum dos sintomas mencionados anteriormente e é usada na produção de chás.

Estes revelam inúmeros benefícios para a saúde e colaboram para a prevenção de doenças cardiovasculares e problemas urinários. 

Contraindicação

Antes de consumir a urtiga deve-se consultar um especialista fitoterapeuta, porque a ingestão excessiva pode trazer resultados negativos à saúde.

Dentre as possíveis situações, estão as alergias na pele, gerando coceiras e desconforto.

Além disso, pode causar alguma alteração no ciclo menstrual para as mulheres e problemas na próstata, aos homens.

A recomendação é que a planta venenosa não seja ingerida por indivíduos que tenham edemas provocados por patologias cardíacas ou disfunções renais.

É contraindicada, também, a mulheres grávidas, porque induz o parto prematura ou provoca aborto.

Mais textos relacionados
Comigo-ninguém-pode é venenosa
planta comigo ninguem pode

Ter cuidado com plantas venenosas é bastante importante principalmente para quem têm criança em casa e também animais de estimação, Read more

Copo-de-leite é venenosa

Uma planta muito conhecida e também muito bonita que é usada para enfeitar e faz parte das plantas venenosas muito Read more

Lista de plantas venenosas

Muitas pessoas gostam de plantas para ornar a casa e jardim, outras gostam de fazer um delicioso chá para tomar Read more

Beladona é venenosa
planta beladona

A Beladona, com sua reputação sinistra, tem flores verde-púrpura, em forma de sino e folhas ovais desdentadas.  As bagas são Read more